quinta-feira, 28 de julho de 2011

Seguro: liberdade e responsabilidade

António José Seguro prometeu dar liberdade de voto aos deputados do Partido Socialista e cumpriu * .

A partir de hoje, cada deputado do PS poderá ser direta e pessoalmente responsabilizado pelo seu sentido de voto. A constrição da bancada não é mais uma desculpa. Os cidadãos poderão dirigir as suas reivindicações e angústias, diretamente, ao deputado eleito pelo seu distrito. O que é um bom balão de ensaio para a tão adiada criação dos círculos uninominais.

Caso a práxis parlamentar adira à regra, as divergências públicas sobre uma mesma matéria poderão contribuir para a vivacidade do debate parlamentar e, também, do PS. Num momento em que o governo é suportado por uma maioria absoluta, as clivagens dos socialistas poderão garantir-lhes tempo de antena. O que é vital para um partido na oposição.

A visão de Seguro é, portanto, absolutamente meritória no plano dos princípios e poderá revelar-se, também, politicamente hábil.

Sem comentários:

Enviar um comentário